Abertura de empresas em MS cresce 6,9%

Mato Grosso do Sul fechou o primeiro trimestre deste ano com crescimento de 6,9% na abertura de novas empresas em relação ao ano passado, de acordo com estatísticas da Junta Comercial do Estado (Jucems). Ao todo, foram constituídos 1.686 empreendimentos de janeiro a março deste ano, diante de 1.577 nos primeiros três meses de 2018. O resultado é o melhor desde 2014, quando a Jucems registrou a abertura de 1.714 empresas no Estado.

Somente no mês de março, 582 empresas iniciaram atividade em MS, segundo a Jucems. No comparativo com o mesmo mês do ano passado, quando foram constituídas 590 empresas, o número ficou praticamente estável (-1,3%). Já em relação a fevereiro (614 constituições), foi registrada retração de -5,2%.

Conforme a Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), em média, o setor de serviços foi o que mais registrou aberturas no mês de março, com 374 registros (64,2% do total), seguido pelo comércio, com 172 novos empreendimentos, e indústria, com 36. 

FECHAMENTO

Quanto à extinção de empresas, os dados da Jucems apontam que a quantidade de negócios fechados no Estado teve recuo de 15,7% nestes primeiros três meses de 2019, quando considerado o mesmo período do ano passado.

Um total de 638 empresas encerrou atividade de janeiro a março deste ano, contra 757 no primeiro trimestre de 2018. O número de empreendimentos fechados é o menor desde 2015, quando 649 empresas foram extintas no Estado.

Em março, 205 empresas fecharam, representando queda de 9,6% em relação a fevereiro (227 registros) e redução de 25,7% no comparativo com o mesmo mês do ano passado (205 extinções).

Ainda conforme os números da Junta Comercial, a demanda por alterações de empresas mais que dobrou no primeiro trimestre deste ano em relação a igual intervalo de 2018, passando de 2.119 para 5.l36 registros (+142,3%).

FILIAIS

De janeiro a março, o número de filiais abertas no Estado também apresentou avanço (+16,6%) e passou de 373, em 2018, para 435 constituições neste ano.

Deste total, 150 foram no mês de março e no comparativo com fevereiro (quando foram abertas 122 filiais), o aumento foi de 22,9%. O número de filiais a iniciar atividade no Estado no mês passado também é 10,2% superior ao registrado em março de 2018 (136).

O ritmo de fechamento desta modalidade de empresa também recuou no Estado e no primeiro trimestre deste ano, a Jucems registrou 143 extinções de filiais, número 37,2% inferior ao do mesmo período de 2018 (228) e o menor desde 2016, quando 126 negócios fecharam as portas. Quanto ao resultado do mês de março, foram contabilizadas 45 extinções de filiais, quantidade 55% menor que o de março do ano passado (100), porém 7,1% superior ao total de fevereiro (42).