Suspeito de envolvimento na morte de Rafaat, ‘Minotauro’ é preso em SC

Apontado como o mandante de diversos assassinatos na fronteira, entre eles de Jorge Rafaat e do policial civil Wescley Vasconcelos, Sérgio de Arruda Quintiliano, de 36 anos, o 'Minotauro', foi preso nesta segunda-feira (4) em Balneário Camboriú. A prisão foi feita por agentes da Polícia Federal de Itajaí.

De acordo com informações do site ABC Collor,  a prisão foi confirmada pelo  ministro da Secretaria Antidrogas do Paraguai, Arnaldo Giuzzio.

Sérgio é suspeito de participar da execução do policial civil, Wescley Vasconcelos em março de 2018, depois de o investigador supostamente descobrir sua identidade, já que na fronteira, 'Minotauro' usava o nome falso de Celso Mateus Espíndola.

Ele também teria ligação na morte de Jorge Rafaat, além de ser acusado de tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e ser integrante da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital), em Pedro Juan Caballero.

O criminoso tentou controlar o crime na fronteira depois que Jarvis Chimenes Pavão foi extraditado para o país vizinho e seu principal concorrente, Elton Leonel Rumich da Silva, conhecido como "Galán", também foi preso no Brasil em fevereiro. ano passado.